Audiência Pública reunirá Cúpula da Segurança para evitar paralisação da Polícia

Audiência Pública reunirá Cúpula da Segurança para evitar paralisação da Polícia

A Câmara Municipal de Campina Grande aprovou por unanimidade, na manhã desta quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017, requerimento de autoria do vereador Sargento Neto (PRTB), solicitando a imediata realização de uma Audiência Pública, para debater a Crise na Segurança Pública e a possibilidade de uma paralisação por parte da Polícia, assim como ocorreu no Estado do Espírito Santo. A audiência será realizada na próxima quarta-feira, 22 de fevereiro, às 09:hs no Plenário da Casa de Félix Araújo.

Segundo Sargento Neto, o requerimento sob Nº 303/2017, tem como finalidade, reunir em um só espaço, todos os seguimentos, ligados direta e indiretamente com a questão da segurança pública. “Nosso objetivo é tão somente, reunir aqui na Casa do Povo, os diversos lados, para que juntos, possamos ouvir e debater as propostas, e ao final formular um documento de intenções, para que a Polícia do Estado da Paraíba, não siga o mesmo caminho que seguiu a Polícia do Estado do Espírito Santo”, alertou.

De acordo com Sargento Neto, que também faz parte da Comissão permanente de Segurança Pública, Defesa Social e Prevenção às Drogas, esta audiência, contará com as presenças de diversas autoridades ligadas direta e indiretamente com o sistema de segurança pública do estado. “Estamos convidando, o Secretário de Segurança Pública, Comandante da Policia Militar da Paraíba, Subcomandante Regional da PM, Comandantes do 1º, 2º e 10º BPMs, Comandante dos Bombeiros, Delegados da Policia Civil e Federal, PRF, Comandante do 31º Batalhão de Infantaria Motorizado, Ministério Público, STTP, dentre outras autoridades e representatividades políticas, sociais, eclesiais, bem como, a população campinense”. Destacou.

A audiência, também contará com a participação da AMEP (Associação dos Militares Estaduais da Paraíba), Associação de Cabos e Soldados, Associação das Esposas de Policiais e Bombeiros militares, Caixa Beneficente, Associação de Sargentos e Subtenentes, Clube dos oficiais da Paraíba, dentre outras entidades que debatem e defende uma melhor política de valorização do servidor público militar do Estado da Paraíba.

Durante diversas entrevistas concedidas a imprensa campinense e paraibana, esta semana, o vereador recém-empossado, Sargento Neto, destacou e lamentou que, atualmente, segundo estatísticas apresentada, pelo conceituado Jornalista Lauro Jardim, do Portal O Globo, “A Polícia Militar da Paraíba tem o pior salário do Brasil”. Segundo o Jornalista, o levantamento foi apresentado recentemente após uma pesquisa realizada pela Associação Nacional das Entidades Representativas dos Militares Brasileiros (Anermb).

“Não podemos deixar que aconteça em nosso Estado, o que ocorreu no Estado do Espirito Santo, pois, a tropa de homens e mulheres que compõe a Segurança Pública da Paraíba, merecem e devem ser valorizados pelo Governo, independente de quem seja o Governador, pois, o exemplo deixado pela paralisação no Espirito Santo, apresentou um saldo negativo e alarmante de, 142 mortos, mais de 200 roubos e furtos de carros só em Vitória/ES, 300 Milhões em Prejuízos no comercio, além do pânico e da violência sofrida pelos cidadãos daquele estado, coisa que não queremos, e lutaremos para que não aconteça aqui na Paraíba” Defendeu Sargento Neto.

***Conteúdo de responsabilidade da assessoria




Fale Conosco

Para que possamos lhe atender melhor por favor entre com as informações abaixo. Obrigado!

Perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões? Eu adoraria ajudá-lo!

ENTER para enviar