Câmara Municipal de Campina Grande realiza audiência pública para discutir autonomia financeira da UEPB

Câmara Municipal de Campina Grande realiza audiência pública para discutir autonomia financeira da UEPB

A Câmara de vereadores de Campina Grande realizou nesta quinta-feira (09), uma audiência pública para discutir os problemas relativos a autonomia financeira da Universidade Estadual da Paraíba. A audiência é de autoria da vereadora Ivonete Ludgério (PSD) presidente da Casa.

Foram convidados ao debate sobre os problemas enfrentados pela instituição, o Reitor da UEPB, professor Rangel Jr, representantes sindicais, estudantes da própria universidade, secretários de estado, e também o governador Ricardo Coutinho, que não compareceu à audiência, nem também enviou seu representante.

Em sua discurso, a vereadora Ivonete Ludgério destacou a importância da UEPB para toda a Paraíba e que sua expansão e consolidação só foi possível através da sua autonomia financeira, o que garantiu o pagamento de salários de professores e funcionários e também proporcionou o planejamento de projetos de pesquisa. “Infelizmente, a instituição acumula 8 anos de perda quanto a sua receita, o que compromete o pleno funcionamento da universidade”, frisou Ivonete.

O Reitor Rangel Jr. declarou em sua fala que ao longo de 10 anos, a UEPB teve momentos de possuir recursos para executar projetos de expansão, mas que atualmente, o problema do gerenciamento financeiro se agravou, quando o governo do estado descumpre a Lei de autonomia a UEPB. Ele destacou o não repasse dos valores do duodécimo no final de 2010, o ocasionou uma perda de 40 milhões de reais e que o prejuízo vem se acumulando ao longos dos anos.

Outra fala, durante a audiência, foi a do professor Josevaldo Cunha, vice-presidente regional da ANDES – Sindicato Nacional, para os estados da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Ele disse que o debate serviu para levar a questão mais além da Casa de Felix Araújo. “Precisamos fazer uma mobilização em defesa da UEPB, como foi feita em favor das transposição das águas do Rio São Francisco”, acentuou Cunha.

Para o professor, Luciano Albino, pró-reitor de planejamento da UEPB, é preciso destacar o papel importante da universidade na economia de Campina Grande e do estado, uma vez que, grande parte do montante investido na autonomia da instituição e dos recursos adicionais dos próprios alunos, aquecem o comercio de toda uma região, através de contratos de aluguel de imóveis, da compra de vários serviços.

Por fim, a presidente Ivonete Ludgério afirmou que a Câmara de vereadores de Campina Grande vai entregar ao governo do estado um documento assinado por todos os parlamentares para reivindicar a devolução dos recursos que a universidade tem direito. “Vamos convocar a própria universidade, a Câmara de vereadores e a sociedade civil organizada para cobrar do próximo governador do estado, compromisso com a UEPB”, finalizou a presidente.

Dirp./CMCG




Fale Conosco

Para que possamos lhe atender melhor por favor entre com as informações abaixo. Obrigado!

Perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões? Eu adoraria ajudá-lo!

ENTER para enviar