Câmara realiza audiência para discutir sobre genocídio de jovens negros e racismo

Câmara realiza audiência para discutir sobre genocídio de jovens negros e racismo

Em alusão ao Agosto Negro, a Câmara Municipal de Campina Grande, atendendo o requerimento do vereador Marinaldo Cardoso, realizou na manhã dessa quinta-feira (17) uma audiência pública para alertar a população campinense sobre o crescente número de genocídios de jovens negros no município e cobrar ações que possam empoderar e conceder oportunidades para a juventude negra.

Diante disso o parlamentar e autor da propositura, Marinaldo Cardoso, destacou que o combate ao genocídio dos negros, e também do racismo, deve ser incentivado a partir de iniciativas do poder público em parceria com as comunidades representativas. “Sabemos que o assassinato de jovens negros é três vezes maior do que o de brancos, com isso queremos criar políticas públicas para combater esse problema, integrando o jovem negro e diminuindo as desigualdades”, disse.

O militante do Movimento Negro de Campina Grande, Jair Silva, informou que o município ocupa o vigésimo sexto lugar, em todo o país, onde se mata mais jovens negros. “É preciso convocar a sociedade para que possamos discutir como vamos salvar os jovens negros nessa cidade, começando a pensar na inclusão da juventude negra nas políticas públicas de Campina. A violência tem cor no Brasil, ela é negra e afrodescendente”, explicou Jair.

De acordo com a Carla Akotirene Santos, doutoranda da Universidade Federal da Bahia, a sociedade deve se apropriar sobre o debate da juventude negra e violência racial, assegurando os direitos básicos para qualidade de vida do povo negro. “Solicito o comprometimento de todos os vereadores dessa Casa com a vida de todos os negros e negras da cidade. Devemos levar a luta anti racismo a sério, mobilizando a sociedade civil para participar de eventos como esse”, expressou.

Finalizando a audiência, os presentes estabeleceram que a Comissão de Direitos Humanos da Casa de Félix Araújo vai elaborar um documento com as sugestões deliberadas para encaminhar às secretarias municipais, deputados estaduais e federais, incentivando a criação de políticas públicas voltadas para os negros. Também foi discutido sobre a criação de uma associação de negros campinenses, ocupando seus espaços de fala e sendo membros efetivos nas discussões dos Conselhos Municipais e Orçamento Participativo.

VI Seminário Agosto para a Igualdade Racial – 30 Anos de Luta Contra o Racismo

Durante o mês de agosto o Movimento Negro de Campina Grande está realizando, em comemoração aos seus 30 anos de fundação, programações com debates, palestras, leituras, apresentações e saraus para empoderar a Cultura Negra e combater o genocídio racial e o racismo, trazendo temas sobre a realidade social da população negra. O Seminário vai até o dia 19 de agosto.

Contatos da coordenação do Seminário: (83)98762-8177 ou (83) 98756-5065

Dirp./CMCG




Fale Conosco

Para que possamos lhe atender melhor por favor entre com as informações abaixo. Obrigado!

Perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões? Eu adoraria ajudá-lo!

ENTER para enviar