CMCG busca soluções para os problemas dos conjuntos Acácio Figueiredo e Raimundo Suassuna

Com o objetivo de defender o direito do povo, investindo na forma de gestão democrática para o desenvolvimento comunitário através de políticas públicas eficientes, a Câmara Municipal de Campina Grande realizou uma audiência pública na manhã dessa quinta-feira (08). A proposta partiu do vereador Olímpio Oliveira, e foram discutidas as questões relacionadas com a infraestrutura dos conjuntos habitacionais Raimundo Suassuna e Acácio Figueiredo.

“Minha preocupação surgiu desde o ano passado, quando visitei os conjuntos. A iluminação era precária, as Unidades de Saúde Básica não estavam funcionando, o Correios não faziam entregas pela falta de nome nas ruas e problemas sérios de segurança pública. Fizemos o possível para dar assistência aos habitantes e acionamos os órgãos responsáveis para resolver isso”, revelou Olimpio, autor da propositura que originou a Audiência Pública.

O representante dos moradores das duas comunidades, Renato Barbosa, relatou os problemas enfrentados diariamente e destacou a necessidade da construção de uma ponte sobre o canal que divide os residenciais. “Tivemos o apoio da Prefeitura para recuperação dos postos de saúde que estavam abandonados e também várias ações já foram feitas. Ainda temos muita dificuldade, principalmente com a falta da ponte para ligar um conjunto ao outro. Precisamos que o governo olhe para nossa comunidade”, disse.

O Movimento de Ajuda Mútua (MAM), representado pelo presidente Assis Cordeiro, também destacou a elaboração de um projeto para criação da Feira Sudoeste, que busca o desenvolvimento econômico sustentável e a diminuição no índice de desemprego naquela região. “Estamos criando instrumentos para potencializar o desenvolvimento e os vereadores estão sendo nossos parceiros. A feira é fundamental, pois aquela área abriga muitas pessoas, e vai suprir a lacuna do desemprego e atender os bairros próximos”, destacou.

Durante a audiência estiveram presentes representantes do 2º Batalhão da Polícia Militar, da Secretaria Municipal de Saúde, da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (SESUMA), do Ministério Público Estadual, dos Correios, da Companhia Estadual de Habitação Popular (CEHAP – PB), do Movimento Ajuda Mútua (ONG MAM), do Projeto Recomeçar, das Associações de Moradores, SABs, líderes comunitário, vereadores da Casa de Félix Araújo e moradores dos conjuntos habitacionais.

Dirp./CMCG




Fale Conosco

Para que possamos lhe atender melhor por favor entre com as informações abaixo. Obrigado!

Perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões? Eu adoraria ajudá-lo!

ENTER para enviar