Elevador compatível com maca será obrigatório em edifícios novos

elevador_macaO prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, sancionou Projeto de Lei aprovado pela Câmara Municipal, de autoria do vereador Alexandre do Sindicato (PROS), que estabelece a obrigatoriedade de instalação de elevadores adequados ao transporte de pacientes em macas nos novos edifícios da cidade que tenham a partir de dez andares. A norma, sancionada no mês passado, terá que ser observada em construções iniciadas após sua entrada em vigor (03 de dezembro), sob pena do embargo da obra.

Conforme a lei, de número 5.377, “os edifícios com dez andares ou mais, a partir do pavimento térreo, de caráter de uso comercial, residencial ou misto, públicos ou privados, deverão contar com pelo menos um elevador cujas medidas sejam compatíveis com uma maca, nas dimensões mínimas de 2,20m x 1,10m, a fim de assegurar o adequado socorro de pacientes em casos de urgência”.

O vereador afirma que é um “desafio socorrer um paciente que se encontre nos andares mais elevados de um edifício, sem que se possa fazer uso dos elevadores porque estes equipamentos, em seus formatos regulares, não comportam uma maca”. E complementa: “Ao transtornar o trabalho de socorro do paciente, põe-se em risco sua integridade, tanto pelo desconforto no transporte por meio da escadaria, quanto pela demora no socorro”.

Na justificativa da matéria, Alexandre refuta considerações contrárias à medida. “Nota-se nas novas edificações a preocupação de oferecer uma estrutura confortável. Se as construtoras investem em estruturas de esporte e lazer, que também oneram a edificação e majoram os custos de manutenção, equipamentos que, embora atrativos e relevantes, não podem ser considerados vitais, por que não promover o investimento em uma ferramenta de segurança para os moradores?”, pondera.

 




Fale Conosco

Para que possamos lhe atender melhor por favor entre com as informações abaixo. Obrigado!

Perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões? Eu adoraria ajudá-lo!

ENTER para enviar