Galego do Leite critica cobrança de ingresso no Monumento do Sesquicentenário

Galego do Leite critica cobrança de ingresso no Monumento do Sesquicentenário
O vereador Galego do Leite (Podemos), líder da bancada de oposição na Câmara Municipal de Campina Grande, pediu que o prefeito Romero Rodrigues reveja a decisão de cobrança de ingresso para acesso ao Museu Digital instalado no Monumento do Sesquicentenário.
De acordo com a direção da unidade, que deverá ser inaugurada no próximo dia 7, o ingresso custará R$ 10. Somente estudantes da rede pública terão acesso gratuito, e mesmo assim apenas um dia na semana, a terça-feira. Para Galego, embora o preço possa parecer pequeno, alija completamente do acesso ao espaço as famílias mais humildes.
“É inadmissível que um equipamento que consumiu quase R$ 5 milhões de dinheiro público e que deveria ter sido entregue à população há mais de três anos agora barre as pessoas que não puderem pagar. R$ 10 pode ser pouco para a maioria de nós, mas para muita gente não é, sobretudo quando esse deveria ser um lugar para as pessoas irem em família. Porém, como arcar com três, quatro ingressos?”, questionou.
O parlamentar ressaltou que não é contra a parceria firmada entre a PMCG e o Sesi, mas entende ser preciso rever os termos. “A diretora disse, em entrevista a uma emissora, que o museu é do Sesi. Ora, sabemos que a entidade equipou com aparelhos digitais, mas essa obra foi custeada pelo Município, com dinheiro público, inclusive para ser um monumento aos 150 anos da cidade”, afirmou.
***Conteúdo de responsabilidade da Assessoria



Fale Conosco

Para que possamos lhe atender melhor por favor entre com as informações abaixo. Obrigado!

Perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões? Eu adoraria ajudá-lo!

ENTER para enviar