Vereador diz que dívida da Prefeitura com Ipsem pode afetar aposentadoria dos servidores

Vereador diz que dívida da Prefeitura com Ipsem pode afetar aposentadoria dos servidores
Vereador diz que dívida da Prefeitura com Ipsem pode afetar aposentadoria dos servidores
O líder do PSB na Câmara Municipal de Campina Grande, vereador Murilo Galdino usou a tribuna da Casa de Félix Araújo, nesta quarta-feira (4), para denunciar uma situação que pode colocar em risco o futuro do Instituto de Previdência do Servidor Municipal (Ipsem). No final de março,  A Prefeitura renegociou duas dívidas da Prefeitura de Campina com o instituto no valor de quase R$ 19 milhões, divididos em 60 parcelas de aproximadamente R$ 400 mil mensais.
A dívida é referente a contribuição patronal dos funcionários do Instituto de Previdência do Servidor Municipal (Ipsem), com quem está em atraso desde o ano passado.
De acordo com Murilo Galdino, por causa das dívidas a saúde do Ipsem pode estra afetada. “Quando me deparei com as duas confissões de culpa fiquei assustado com a situação e temo pelo que pode acontecer com o instituto. O ano passado, a Prefeitura não fez nenhum pagamento e iria ficar sem as certidões necessárias ao recebimento de recursos federais, por isso teve de fazer a renegociação”, explicou.
O vereador destacou que atualmente somente dois vereadores ocupam o Conselho do Ipsem, ambos da bancada de situação do prefeito Romeo Rodrigues. Murilo solicitou ao vereador Olímpio Oliveira, para que ele renovasse o pedido ao presidente da Casa, vereador Antonio Pimentel Filho, para ser inclui-lo no conselho, conforme previsto. “Se a oposição também estivesse lá teríamos tomando conhecimento logo da situação. É uma situação muito estranha que eu chamaria de pedalada, um problema que o próximo gestor irá herdar e um risco à sobrevivência do Ipsem, que se quebrar comprometerá a dos servidores efetivos da Prefeitura”, disse.
Confissão de dívidas
O documento firmado como “Termos de Acordo de Parcelamento e Confissão de Débitos Previdenciários” pela Prefeitura de Campina Grande foi publicado no Semanário Oficial do Município, no período compreendido entre 28 de março a 3 de março, das páginas 8 a 15. De acordo com ele, a Prefeitura “se obriga, também a consignar no orçamento de cada exercício financeiro, as verbas necessárias aos pagamentos das parcelas”.
Também ficou acordado que a Prefeitura e o Ipsem prestarão ao Ministério da Previdência Social, todas as informações referentes ao acordo de parcelamento, “através dos documentos constantes nas normas que regem os regimentos próprios de Previdência Social”.
***Conteúdo de responsabilidade da assessoria



Fale Conosco

Para que possamos lhe atender melhor por favor entre com as informações abaixo. Obrigado!

Perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões? Eu adoraria ajudá-lo!

ENTER para enviar