Vereador luta por substituição de casas de taipa por alvenaria na zona rural

Vereador luta por substituição de casas de taipa por alvenaria na zona rural

Vereador luta por substituição de casas de taipa por alvenaria na zona rural

O vereador Galego do Leite (PTN) tem se empenhado desde o início do seu mandato na luta para que casas de taipa da zona rural de Campina Grande sejam substituídas por imóveis de alvenaria. Nesse sentido, o parlamentar apresentou emendas ao orçamento municipal para viabilizar a construção de pelo menos dez casas, mas, até agora, a demanda não foi atendida pela prefeitura.

“Foi anunciada a intenção, por parte do executivo, de construir cem unidades habitacionais rurais, substituindo as casas de taipa. Eu propus, então, que dez destas unidades sejam construídas na zona rural do distrito de Catolé de Boa Vista, mas, nestes três anos, nenhuma sequer foi feita”, lamentou o vereador, que lembrou que a medida representa uma melhoria da condição de vida dos moradores e a garantia de uma moradia com mais dignidade e um pouco mais de conforto.

Vereador luta por substituição de casas de taipa por alvenaria na zona ruralInconformado com a indiferença do poder público municipal, Galego do Leite tem levado o pleito daquela comunidade rural também aos congressistas paraibanos. “O que está ao nosso alcance fazer, estamos fazendo. Temos buscado apresentar as emendas ao orçamento de Campina Grande, assim como estamos conversando com representantes da Paraíba no Congresso para tentar chegar a um encaminhamento favorável a uma aspiração tão singela, mas, ao mesmo tempo, tão importante”, disse.

Para Galego do Leite, é inadmissível que, em pleno século XXI, cidadãos continuem vivendo em imóveis precários. “Se a prefeitura construísse as cem casas, haveria uma melhora desse quadro na zona rural. As dez moradias que solicitamos para Catolé de Boa Vista não resolvem completamente o problema daquela área, mas apresentamos esse número porque reconhecemos a necessidade dos outros distritos e apenas pretendemos evitar que aquela região seja mais uma vez esquecida”, explicou o parlamentar.

Assessoria




Fale Conosco

Para que possamos lhe atender melhor por favor entre com as informações abaixo. Obrigado!

Perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões? Eu adoraria ajudá-lo!

ENTER para enviar