Vereador propõe voto de repúdio a Ricardo Coutinho por morosidade das obras do Estado em Campina Grande

Vereador propõe voto de repúdio a Ricardo Coutinho por morosidade das obras do Estado em Campina Grande

Alexandre_sindTramita na Câmara Municipal de Campina Grande o requerimento número 1627, de autoria do vereador Alexandre do Sindicato (PTC), que propõe voto de repúdio do parlamento campinense ao governador do Estado, Ricardo Coutinho, pela morosidade na execução das obras anunciadas para a cidade.

“Tornou-se motivo de piada em vários pontos da Paraíba e, sobretudo, em Campina Grande, o anúncio de assinaturas de ordens de serviço pelo governador Ricardo Coutinho, tendo em vista que, a despeito do alarde antes, durante e depois da assinatura, passam-se os meses e as obras não começam, a exemplo do que aconteceu com o Açude de Bodocongó e o estádio O Amigão”, comenta Alexandre no requerimento.

Em outro requerimento, no qual pede explicações ao Governo do Estado sobre obras como a urbanização do Açude de Bodocongó e do bairro do Mutirão, Alexandre comprova a profunda morosidade das prometidas ações. No documento, o parlamentar anexou cópia de matéria publicada na página oficial do Estado, noticiando a obra em 27 de dezembro de 2011, portanto, há mais de um ano e meio.

A notícia oficial registra que o chamado “Parque de Bodocongó”, assim batizado pela equipe do governador, contaria “com ciclovias, pista para caminhada, restaurantes, pista de skate, anfiteatro, calçadão e jardins – e será construído com recursos do Estado”. E, além disso, traz fala do governador, prometendo, à época: “A licitação será aberta o mais rápido possível”.

Alexandre do Sindicato condena a morosidade das obras, além do total silêncio do governador Ricardo Coutinho em relação ao atraso. “O Governo do Estado afronta nossos cidadãos com o anúncio de obras que não saem do papel e que, na melhor das hipóteses, só começarão a caminhar no período eleitoral do ano que vem”, critica.

“A despeito do nosso respeito pelo senhor governador, exigimos respeito a essa cidade e sua gente. Campina é grande e não admitirá ser tratada como se fosse uma cidadezinha qualquer, nem seu povo se prestará a servir de massa de manobra em artimanhas politiqueiras de quem deveria governar o Estado com equidade e respeitar esse tão importante município”, conclui Alexandre. As matérias ainda aguardam apreciação pelo plenário da Câmara Municipal.

Fonte: Ascom Vereador




Fale Conosco

Para que possamos lhe atender melhor por favor entre com as informações abaixo. Obrigado!

Perguntas, dúvidas, críticas ou sugestões? Eu adoraria ajudá-lo!

ENTER para enviar